Page Nav

HIDE

Grid

LIST_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ads

GDF Contra a Dengue

Destaques

latest

Hospitais do Interior de Goiás oferecem atendimento humanizado para parturientes

  Ações realizadas pelo HRF e HRSLMB foram compartilhadas durante a live do Amor Cantado desta quarta-feira (27)   Foto: Divulgação Ter um...

 

Ações realizadas pelo HRF e HRSLMB foram compartilhadas durante a live do Amor Cantado desta quarta-feira (27) 


Foto: Divulgação

Ter um bebê é um dos momentos mais alegres e esperados na vida da maioria das mulheres. No processo gestacional, as grávidas desenvolvem uma ligação muito íntima com o bebê, desde a descoberta da gravidez até o dia do parto. Biologicamente, são as futuras mães as responsáveis por cuidar, alimentar e transportar a criança em seu ventre por até 42 semanas.

Toda e qualquer lembrança desse momento é eternizada como um verdadeiro tesouro. Pensando nisso, o corpo de enfermeiros do Centro Obstétrico do Hospital Regional de Formosa e do Hospital Regional São Luís de Montes Belos – Dr. Geraldo Landó desenvolveram ações humanizadas para que as mães se sintam acolhidas logo após o nascimento de seus filhos.

As ações foram compartilhadas ao vivo na live do Amor Cantado desta quarta-feira (27). Hercílio Ramos Júnior, engenheiro e voluntário da iniciativa musical, mostrou o lindo trabalho desenvolvido pelas unidades de saúde administradas pelo Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED.

“É muito bom poder compartilhar com os espectadores os projetos de humanização desenvolvidos pelos hospitais, ainda mais quando envolvem a maternidade. É um momento muito bonito na vida das mulheres e oferecer um acolhimento a altura não tem preço”, contou Ramos.

Em Formosa, a enfermeira Mariana Oliveira, desenvolveu um projeto utilizando as placentas das parturientes que dão à luz. O órgão vital para a formação do bebê é expelido pela mãe poucos minutos após o nascimento e a profissional enxergou nessa etapa do pós-parto uma maneira de aproximar ainda mais a puérpera daquilo que a ligou intimamente com o filho durante nove meses.

A placenta é higienizada e tingida com guache rosa para imprimir em uma folha em branco a sua forma. O resultado é um lindo desenho em formato de árvore, com caule, galhos e copa, chamado de Árvore da Vida. Uma bela metáfora para simbolizar o nascimento.

No HRSLMB a enfermeira Arciani Martins criou o projeto “Passos para a vida”, que oferece cartas com desenhos dos pés dos bebês para as mães parturientes da instituição. O intuito principal da ação é tornar a chegada dos recém-nascidos suave e o mais humana possível, além de significar um carinho e uma atenção especial para as pacientes da maternidade.

“Eu faço as cartas pessoalmente, de próprio punho e tento fazê-las como se o bebê falasse com seus pais, agradecendo pela vida e dizendo que não será fácil criá-lo, mas que ele promete proporcionar muitas risadas para os mesmos”, explica Arciani.

Três dos quatro hospitais administrados pelo IMED no Estado de Goiás acolhem parturientes para procedimentos normais e cesarianas. Além do HRL e HRSLMB, o Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin) também conta com um corpo clínico obstétrico especializado e infraestrutura adequada para atender as necessidades das mães e de seus recém-nascidos. 

“Nosso objetivo é oferecer para as mães um ambiente acolhedor, onde elas possam se sentir amparadas e felizes com a nova fase da vida delas. É muito gratificante fazer parte da história das parturientes e dos recém-nascidos”, finaliza Getro de Oliveira Pádua, diretor do Imed.  

 

Assessoria IMED

Nenhum comentário