Page Nav

HIDE

Grid

LIST_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ads

Destaques

latest

A advogada Thais Riedel e a cantora Margareth Menezes debatem o Estatuto da Igualdade Racial

  Conversa Legal A advogada Thais Riedel e a cantora Margareth Menezes debatem o Estatuto da Igualdade Racial   Live ocorre na sexta-feira, ...

 




Conversa Legal

A advogada Thais Riedel e a cantora Margareth Menezes debatem o Estatuto da Igualdade Racial

 

Live ocorre na sexta-feira, 23/7, às 19h

 

O Estatuto da Igualdade Racial completa 11 anos nesta terça-feira (20) e, para destacar os avanços trazidos pela lei e os desafios que ainda existem para garantir a igualdade de direitos e oportunidades para negros e pardos, a advogada Thais Riedel conversa com a cantora baiana Margareth Menezes. O encontro on-line será na próxima sexta-feira (23), às 19h.

 

Thais Riedel é advogada especialista em Direito Previdenciário e lembra que o fato de negros terem salários menores que os brancos, cerca de 17%, eles se aposentam com salários menores e têm, portanto, uma velhice mais precária. “Embora o estatuto tenha trazido grandes avanços, ainda é preciso avançar muito para garantir que negros e brancos se aposentem com as mesmas condições”, defende Thais.

 

Quando o recorte é da mulher negra, a situação é ainda mais grave. “Um estudo de uma pesquisadora da Universidade Federal Fluminense aponta que as mulheres negras saem mais tarde do mercado de trabalho e há mais mulheres negras idosas que não recebem nem aposentadoria nem pensão”, conta Thais.

 

Margareth Menezes vai compartilhar um pouco da sua experiência de mulher negra em um dos mercados profissionais mais competitivos, o da música.

 

A live ocorre às 19h da sexta-feira, no Instagram de Thais Riedel (@thaisriedeloficial) e no seu perfil do facebook (facebook.com/ThaisRiedelOficial).

 

Sobre Thais Riedel

Thais Riedel De Resende Zuba é mestre em Direito Previdenciário pela PUC-SP, doutoranda em Direito Constitucional pelo IDP, advogada pelo UniCEUB e cientista política formada pela UnB. É presidente do Ibdprev - Instituto Brasiliense de Direito Previdenciário e da Associação Confederativa Brasileira da Advocacia Previdenciária – Acbrap. Foi presidente da Comissão de Seguridade Social da OAB/DF (2013-2018) e Vice-presidente da Comissão Nacional de Direito Previdenciário da Ordem dos Advogados do Brasil - Conselho Federal (2016-2018).  Atualmente é sócia da Advocacia Riedel, professora de Direito do Trabalho e Previdenciário na graduação do curso de Direito do Centro Universitário de Brasília.

 

Sobre Margareth Menezes

 

Margareth Menezes, com 34 anos de carreira, representa um fazer musical urbano, com base ancestral fincada nas raízes afro-brasileiras. Uma das vozes mais potentes da música nacional, a cantora e compositora vive um novo momento de sua trajetória artística com marcos importantes: foi indicada pela quarta vez ao Grammy, a maior premiação de música do mundo; atuou como protagonista em um seriado de streaming voltado para a população negra; e foi nomeada embaixadora do Folclore e da Cultura Popular do Brasil pela IOV/Unesco. O álbum mais recente, “Autêntica”, lançado em 2019, é uma celebração às mulheres e às questões sobre negritude, além de uma ode à faceta compositora de Margareth. Em constante amadurecimento artístico, Margareth Menezes afirma e dá voz ao afro-urbano brasileiro e é considerada a principal representante do afropop brasileiro, conceito que conduz sua carreira. Em mais de três décadas de trabalho, já são 17 obras lançadas, entre LPs, CDs e DVDs, e 23 turnês internacionais por todos os continentes do mundo. Uma das artistas brasileiras mais ouvidas internacionalmente, reverbera em seu trabalho a ancestralidade afro ao mesmo tempo em que se conecta a um vasto universo e moderno de possibilidades rítmicas.

 

A artista mantém forte atuação no campo social, sobretudo entre crianças, jovens e pequenos empreendedores da economia criativa de Salvador. Desde 2004 preside a Associação Fábrica Cultural, entidade privada sem fins lucrativos, fundada no bairro de nascimento da artista - a Península de Itapagipe - que atua nos eixos de Educação, Cultura e Sustentabilidade.



Nenhum comentário