Page Nav

HIDE

Grid

LIST_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ads

Destaques

latest

Entrevista com o prefeito de Planaltina de Goiás (GO), Delegado Cristiomário

O Grupo Inova, conglomerado formado por 20 veículos de comunicação (portal Prefeitos e Governadores, Blog do PAULO MELO, portal Cidades e Co...



O Grupo Inova, conglomerado formado por 20 veículos de comunicação (portal Prefeitos e Governadores, Blog do PAULO MELO, portal Cidades e Condomínios, portal Na Hora do Brasil, TV Inovação, site Plano Piloto DF, Tribuna do Entorno, portal Foco Nacional,  Rádio Inovação, site isso É GOIÁS, portal DEZ Minutos, Folha do Planalto, site isso É AGRO, portal Empreender Brasília, Correio do Poder, site isso É BRASIL, portal Brasília de Todos Nós, site Guará DF, portal Congresso News e site Brasil de Fé),  entrevistou nesta segunda-feira (3) o prefeito de Planaltina de Goiás (GO), Delegado Cristiomário (PSL), sobre as ações desses 120 dias de governo e os planos do governo municipal para os próximos quatro anos no município de Planaltina de Goiás



A conversa faz parte de uma série de entrevistas com os prefeitos nas principais cidades brasileiras. Nesta segunda-feira (3), o entrevistado foi o prefeito de Planaltina de Goiás, Delegado Cristiomário (PSL), veja abaixo o que o prefeito falou.

1-) Quais foram os principais desafios desses 4 meses como prefeito? Pode fazer um raio-x do trabalho?
Prefeito - Assumimos o governo com dívidas deixadas pela gestão anterior, tivemos um bloqueio nas contas da prefeitura de quase dois milhões de reais ainda no primeiro mês, então nestes primeiros meses o desafio maior foi garantir o pagamento de contas, pagamento de servidores e de valores referentes aos salários, e também as contratações de serviços mínimos para poder deixar a cidade organizada, principalmente na área da limpeza urbana, organizar as coisas, fazer projetos, legislação, buscar recursos no governo federal e no Governo do Estado para que a gente possa colher no Futuro esses primeiros quatro meses, além de um desafio para poder não ter nenhum tipo de problema decorrente dessa falta de recurso. Começamos a plantar para se Deus quiser no próximo mês a gente ter condição de receber recursos federais do Estado de Goiás através principalmente de emendas parlamentares para nós corremos atrás de melhorias. Esse também foi o período e definição de recursos, de onde viriam os recursos, e para também manter minimamente o funcionamento da nossa saúde nesses quatro meses. Ficamos muito focados no atendimento das pessoas que tiveram a covid-19 aqui na cidade. Não temos recursos ilimitados, então devemos fazer o uso correto dos recursos para garantir médicos, garantir remédio e garantir também oxigênio e os mínimos necessários para que as pessoas possam sobreviver. A gente espera que haja uma diminuição nos casos de covid-19 na nossa cidade para que a gente possa dar continuidade aos trabalhos de poder realizar também obras que as pessoas esperam.

2-) O senhor assumiu a prefeitura com dívidas? Como estava a situação financeira do município?
Prefeito - Nós só tomamos conhecimento no final de janeiro basicamente sobre a situação financeira do município, onde descobrimos que a gestão passada tinha deixado de fazer pagamentos especialmente de precatórios, que são dívidas antigas do governo Municipal, então, além de dívidas que a gente começou a pagar mensalmente, a gente teve que fazer acertos de dívidas do governo passado na ordem de quase dois milhões de reais. Além disso, estamos desde então fazendo também um acerto com sindicato, acordo trabalhista que nós estamos honrando. Então, financeiramente a saúde do município está boa, mas estamos tentando garantir o mínimo que é serviços básicos como coleta de lixo, a questão do funcionamento da saúde, que hoje é o nosso foco principal, e pagar a folha de pagamento. Garantindo nesses 4 meses basicamente isso, acreditando que a gente consegue a partir do segundo semestre, consegui salvar recursos e começar a receber algum recurso novo para que a gente tenha condições de realizar um pouco mais para nossa comunidade.

3-) Como está a condução da Saúde no município em tempos de pandemia?
Prefeito -  Nosso principal foco continua sendo a saúde, ela é nossa prioridade, porque hoje nós não podemos deixar de manter o oxigênio, remédio, Profissionais de Saúde, atendendo as pessoas nesse tempo de pandemia. Nós tivemos uma situação muito difícil aí no mês passado, com aumento de morte e casos na cidade, porém houve agora graças a Deus e ao trabalho realizado pela equipe, uma redução nos casos. Hoje também estamos bem avançados na vacinação, nossa cidade está bem adiantada nesse quesito e acredito que agora a coisa começa a melhorar a partir deste mês de maio.

4-) A vacinação tem avançado?
Prefeito -  Nossa cidade é uma das mais adiantadas no quesito vacinação. Nós já estamos praticamente finalizando a vacinação de todos os idosos da cidade, profissionais da Saúde, agentes de segurança pública, e vamos seguir para quem tem comorbidades e doenças crônicas, então, acredito que com isso, essa vacinação tem sido bem feita. Não há nenhum tipo de denúncia de fura fila ou qualquer tipo de irregularidade nesse quesito. Acredito que com a  vacinação avançando, vai haver uma diminuição ainda maior dos casos de coronavírus na cidade, e também de mortes decorrentes da doença

5-) O que o senhor planeja para a retomada da crise da Covid-19 e para ampliar a geração de empregos no município?
Prefeito - Para retomar a geração de emprego na nossa cidade precisamos atrair novas empresas, melhorar a formação profissional na nossa juventude, e também retomar a ideia de setor de indústria. A secretaria de indústria e comércio, e também a Secretaria de Fazenda, trabalharão fortemente nesse sentido. O que a gente precisa é realmente sair dessa crise do covid-19, o que ainda não sabemos quando vai acontecer.

6-) Quando devem começar as aulas na rede municipal de ensino?
 Prefeito - Ainda não conseguimos determinar exatamente quando podemos retomar as aulas presenciais na rede pública Municipal. A nossa meta no mínimo é que a gente possa conseguir no início do segundo semestre, mas não temos realmente como determinar isso com tanta certeza.

7-) O que o senhor planeja para esse mandato de 4 anos? Quais entregas pretende fazer? Muitas obras? Quais obras estão sendo planejadas?
Prefeito - Nós já iniciamos o processo de regularização fundiária no bairro Imigrantes. Isso deve ser ampliado para outros bairros como 19-A no setor norte, também no bairro São José, São Gabriel, setor sul e várias outras áreas da cidade. Além disso, nossa pretensão é fortalecer a saúde, especialmente com a construção de um posto de saúde no bairro São Francisco, também a construção de uma escola na região da Barrolândia/19 norte, também pretendemos concluir duas obras que estão paradas, que são as creches da quadra 3 Oeste e também da 14 norte. Iremos fortalecer principalmente a educação, manter nossa saúde funcionando, retomando inclusive cirurgias eletivas, e trabalhar para soluções do ponto de vista da drenagem das águas pluviais, para evitar alagamentos no centro da cidade, e melhorar nossas vidas também ampliando o recapeamento asfáltico.

8-) Deixe uma mensagem para os nossos leitores de otimismo para os próximos 4 anos de sua gestão no município?
Prefeito - Se Deus quiser, nós teremos agora um período de estabilidade política na cidade, momento em que nós teremos um prefeito por quatro anos, uma gestão única, isso vai ajudar certamente o melhor planejamento para que a gente possa dar resultados e mostrar serviço ao povo da nossa cidade. O que puder fazer hoje para ajudar essa gestão, torcer para dar certo, cuidar cada um do seu lixo, evitar deixar lixo na rua evitar jogar lixo na rua, contribuir cada um acertando seus débitos com a cidade especialmente na área de IPTU, e com isso a gente cobrar da cidade uma melhor prestação de serviço na área de educação, na área de serviço de saúde, resultados na infraestrutura, que está realmente bastante comprometida. E agora a gente precisa começar a desenvolver ações para uma cidade melhor no futuro. Para que possamos garantir uma cidade melhor para nossos filhos e netos.

Nenhum comentário