Page Nav

HIDE

Grid

LIST_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ads

Destaques

latest

BWT estabelece novo posicionamento no mercado e inaugura novos conceitos

    Adonai Aires de Arruda Filho é diretor geral da BWT Operadora Créditos: BWT Operadora Sistema de inteligência é criado para trabalhar de...

   

Adonai Aires de Arruda Filho é diretor geral da BWT Operadora
Créditos: BWT Operadora

Sistema de inteligência é criado para trabalhar de forma mais efetiva com agências e agentes de viagem; novo modelo de gestão deve impactar o setor e ditar tendências para o pós-pandemia

 Entre as maiores operadoras de turismo, a BWT promove, em abril, uma grande virada de chave da empresa que promete inaugurar uma nova era em todo o setor. Amparada na capacitação, investimento pesado em tecnologia e inteligência de dados, a operadora quebra grandes paradigmas do segmento, transferindo conhecimento e ferramentas para o agente de viagem criar voz de relevância no mundo.

Um dos grandes pilares dessa transformação é a relação comercial entre operadora e agência. "Apesar de todas as tristezas que vieram com a pandemia e que ainda estão nos impactando, seja com mortes de pessoas ou pela crise econômica, ela trouxe a oportunidade da reorganização, de nos aproximarmos ainda mais dos agentes e agências de viagens parceiros", conta Adonai Aires de Arruda Filho, diretor geral da BWT Operadora.

Segundo ele, gargalos em comissionamentos, câmbio, repasses e contas de markup provocaram essa transformação, que foi acelerada pela crise que se instalou no setor. "Chega um ponto em que a empresa ou muda ou vai estagnar até desaparecer do mercado. Entendemos que o pioneirismo tem os seus custos e riscos, mas estamos confiantes que essa nossa estratégia inaugura uma nova era no turismo e que nosso modelo será seguido por outras empresas do setor, para que tenhamos todos um crescimento sustentável", justifica.

Segundo o diretor geral, embora fosse um processo histórico, a pressão dos agentes de viagem para a redução da margem da operadora e aumento do comissionamento do agente era cada vez maior e, diante do momento econômico delicado, até certo ponto predatório. "O processo de venda hoje vai muito além da comissão. Em determinados serviços, elevar a comissão significa perder venda para a internet", ressalta.

Adonai Filho conta que essa mudança da BWT foi motivada por uma preocupação com o setor. "Esse caixa gerado por meio da compra de mercado baseado em comissão não será suficiente para pagar o giro e ainda sustentar remarcações com uma média de 25% de déficit. Não podíamos ficar de braços cruzados, vendo, mais uma vez, agências de viagens quebrando e pedindo ajuda para reacomodar clientes que ficaram no chão", destaca. Por isso, grande parte da estratégia da operadora vem da capacitação e conscientização.

Com o domínio do mercado, seus riscos e oportunidades, os operadores ganham mais poder de decisão no site da BWT. Um investimento em tecnologia na ordem de R$ 5 milhões trouxe agilidade, mobilidade, atualização em tempo real e interatividade nas negociações on-line com a operadora. Isso pode ser sentido desde o momento da escolha do destino, atualização de valores em tempo real, até mesmo na escolha da comissão, que passa a ser flutuante, podendo variar de 5% a 20%. Com o novo modelo, a operadora buscou estabelecer mais facilidade, benefícios e relevância para o trabalho de seus parceiros.

“Quando nós, como empresa, nos responsabilizamos em implementar um sistema de gestão, buscamos ampliar a visão de todo o negócio, incluindo os seus riscos. Acreditamos que esse novo posicionamento vem para quebrar paradigmas de tudo o que já foi feito até hoje no setor. Queremos que as pessoas entendam que não somente estamos alterando e sugerindo um novo comissionamento, mas inserimos facilidades para o dia a dia dos agentes. Como exemplo, o pagamento por meio de pix, o contrato preenchido automaticamente com os dados da reserva e outros”, enumera o diretor.

Dentre as inovações, o chamado Programa de Aceleração de Vendas foi desenvolvido pensando em classificar as agências por nível de potencial e necessidade, ou seja, a operadora passar a atender e estar mais presente auxiliando seu parceiro em diversas etapas, como no plano cooperado de marketing digital em níveis e oferta de portal de venda on-line.

Compliance, adequação à LGPD, inteligência de mercado, valorização das pessoas e investimento em tecnologia ditaram essa mudança que traz uma nova forma das operadoras trabalharem. “Passamos do tempo em que a escolha pela operadora acontece exclusivamente por comissão e preço. Ultrapassamos essa discussão e entramos em um novo patamar, em que será novamente possível competir com as vendas diretas pela internet, principalmente porque o consumidor dá sinais de que volta a se preocupar com a segurança e o melhor aproveitamento do tempo na viagem. Por isso, com os dez anos de erros e acertos, apostamos neste novo posicionamento frente ao mercado, que traz uma mudança estrutural para nós e para todo o setor”, conclui Adonai Filho.

As novidades da operadora serão apresentadas ao mercado durante o mês de abril, por meio de eventos e reuniões on-line.

 

Sobre a BWT Operadora

Fundada em 1996, a Best Way Trips (BWT) Operadora de Viagens e Turismo é uma empresa referência no Brasil em operações turísticas. Conhecida pela qualidade em seus serviços, proporciona experiências e conhecimento de novas culturas em seus pacotes de lazer. Com escritórios em Curitiba (PR), Vitória (ES), Manaus (AM), Joinville (SC), Porto Alegre (RS) e Belo Horizonte (MG), a operadora acredita na valorização do agente de viagem. Um dos seus pilares é a sustentabilidade no setor do turismo, tanto que ganhou o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade 2020. Conta com mais de 80 profissionais qualificados, prontos para viabilizar a melhor experiência em roteiros personalizados, para destinos turísticos de todo o mundo. 


Nenhum comentário